Artigos

Falência Ovariana Precoce

A Falência Ovariana Precoce (FOP), mais comumente conhecida como menopausa precoce, é caracterizada pela perda da função ovariana antes dos 40 anos. Acomete aproximadamente 1 em 250 mulheres com 35 anos e 1 em 100 mulheres com 40 anos.
Nesses casos, os hormônios femininos deixam de ser produzidos e, portanto, impedem a liberação de óvulos pelos ovários, prejudicando o sucesso de gestação além de desenvolver osteoporose e problemas cardiovasculares.
Algumas pacientes com FOP podem ovular e, em até 10% dos casos, gestar de forma espontânea mantendo a menstruação, mas na grande maioria dos casos a suspeita se dá a partir da irregularidade menstrual, além das famosas ondas de calor da menopausa, dificuldade para dormir e atrofia genital, que pode ocasionar dor durante a relação sexual.
Na maioria das pacientes apresenta causa desconhecida (74 – 90%), mas também podemos destacar causas genéticas, tóxicas (radioterapia, quimioterapia), autoimunes entre outras.
Para muitas mulheres esse é um diagnóstico difícil, pois acarreta imprevistos e frustrações. O aconselhamento médico faz-se essencial a fim de prover o apoio e conhecimento que a paciente e seu parceiro precisam. É importante a mulher saber que não está sozinha e que tem opções de tratamento.