Artigos

É possível engravidar após a menopausa?

A menopausa ocorre geralmente entre os 45 e 55 anos . Quando ocorre antes dos 40 é definida como menopausa precoce e se caracteriza pela ausência de menstruação por 12 meses consecutivos comumente associada com sintomas vasomotores como fogachos (calorões), alteração da libido etc.

Para muitas mulheres o sonho de ser mãe é interrompido com a chegada da menopausa. Neste período muitas mulheres acreditam não poder engravidar. Naturalmente não é possível, pois os ovários já estão inativos e por isso não irão liberar o óvulo para que ele seja fecundado pelo espermatozoide.

Se a mulher deseja gestar, a alternativa é recorrer a Técnicas de Reprodução Assistida, utilizando óvulos de doadoras compartilhadas. Nestes casos, óvulos de uma doadora anônima são fertilizados com os espermatozoides do marido da mulher que irá receber esses óvulos. Desta forma o embrião é transferido para o útero da receptora, após preparo com hormônios, o qual irá gerar um filho formado pelo espermatozóide do próprio marido ou sêmen doado e o óvulo de uma doadora compartilhada.

Muitas vezes essas mulheres preocupam-se que o filho gerado não terá semelhanças físicas e comportamentais dela. Do ponto de vista genético é interessante que todas as pessoas saibam que 99,9% dos nossos genes são idênticos. Isto significa que as diferenças que vemos ao nascimento entre uma criança e outra não dependem só de ela ter genes específicos herdados da mãe ou do pai, mas da influência importante dos efeitos do ambiente que determina como será expresso o código genético.

Em outras palavras, o DNA não é o único responsável pelas características do ser humano e, independente da origem do óvulo são fundamentais para a formação e desenvolvimento do novo ser os efeitos do ambiente como o útero, irrigação sanguínea, nutrição, etc. Tudo isso pode afetar a expressão dos genes do embrião.